DUBIBRÁS

O ciclo do nitrogênio está diretamente relacionado à qualidade da água, Amônia, Nitrito e Nitrato

O ciclo do nitrogênio está diretamente relacionado à qualidade da água, Amônia, Nitrito e Nitrato

O ciclo do nitrogênio fornece substâncias diretamente relacionadas à qualidade da água, sendo este um elemento importante encontrado na água em forma de gás dissolvido. É ele que gera proteínas e enzimas através de aminoácidos.
As bactérias cianofíceas e alguns fungos geram combinações orgânicas e inorgânicas fixadas em suas moléculas através do ciclo do nitrogênio.

“Nitrogem: Símbolo N Um elemento incolor e gasoso que pertence ao grupo 15 da tabela periódica”

Resultado da digestão de alimentos ou por decomposição causada pelas bactérias é gerado a primeira substância do ciclo do nitrogênio, a Amônia.
Essa substância quando se encontra na água torna-se amônia inorgânica que será oxidada pelas nitrosomonas (bactérias nitroficantes), se tornando tóxica.

“O nitrito é formado pela presença de oxigênio e pela ação de bactérias nitrossomas sobre a amônia”

O Nitrito é encontrado em toda a parte do aquário, desde o substrato ao filtro, sendo um composto tóxico e com a presença de oxigênio e bactérias nitrobacter irá formar o Nitrato.
Vale ressaltar que quanto mais alto o PH maior será o nível de toxidade na água, o não controle dos nitrogenados acarreta na destruição dos peixes e de toda fauna, causando como exemplo estresses, danos nos filamentos das brânquias e diminuição imunológica do ser levando a morte.
Trocas de águas parciais (TPAS) e limpeza efetiva de detritos, alimentação em quantidade correta, controle de CO2, oxigenação correta é a melhor maneira de controlar os nitrogenados, evitando o desequilíbrio do ambiente.
Vale lembrar que todo sistema mantém uma ordem de ciclos igualmente ligados e dependentes, quando um ciclo se rompe ocorre a desordem, sendo o aquário um ambiente fechado o acúmulo de um dos ciclos pode levar todo o sistema a desordem e ao caus, a única maneira de evitar o acúmulo de um dos ciclos é fazendo as trocas parciais.

Um dos ciclos se rompe... o que fazer ?

Caso detecte o aumento de amônia no aquário, faça as trocas parciais, retirando preferencialmente as água do fundo. O nível do PH da água de reposição deve estar igual ou próximo a do aquário, caso contrário, o encontro de águas com PH com grande diferença pode elevar o nível de PH acelerando o processo. Repita o a ação até estabilizar o aquário novamente.
Caso detecte o aumento de nitrito, atenção verifique sempre o nível de nitrito em seu aquário, ele deve se manter em torno de 0,3mg. O nível elevado de nitrito não significa que a amônia, sua precursora, está elevada, pode ocorrer momentaneamente um nível mais alto de nitrito do que a amônia.
Manter o nível normal de oxigenação e trocas parciais de água do aquário pode ajudar a diminuir o nível de nitrito presente, uma vez que é maior em águas profundas e com baixa oxigenação.

Vale relembrar que a manutenção do seu sistema, é primordial para prevenir que ocorra o rompimento de algum ciclo podendo causar perca total de toda sua fauna e flora.

ELETRIFICADOR DE CERCA SOLAR

Todas Novidades

Todas Promoções

Av. Pres. Vargas, 523 - CEP: 17700-000 - Osvaldo Cruz/SP

Fone:(18) 3528 - 1165 - Fax: (18) 3528 - 6041 | dubibras@dubibras.com.br