DUBIBRÁS

Aspectos Biológicos em aquários.

Aspectos Biológicos em aquários.

Para entendermos um pouco melhor os aspectos biológicos dos aquários, vamos falar sobre AMÔNIA, NITRITOS E NITRATOS:

No aquário a amônia é produzida pela decomposição das folhas, resto de comidas e dejetos dos peixes. Este material é depositado no fundo sobre o cascalho, com o tempo este material entre em decomposição e resulta em amônia (extremamente tóxica). No filtro biológico (não importa se ele seja interno ou externo, o importante é que o filtro tenha a potência correta para o tamanho do seu aquário), há espaço internamente para que as bactérias Nitrosomonnas e Nitrosococos se fixem e quebrem a molécula da amônia, começando aí o ciclo biológico.

A amônia (NH3), junto com outros compostos nitrogenados, para os quais a amônia não é tóxica, são transformados em nitritos (NO2), que são menos tóxicos. Os nitritos são reaproveitados pelas bactérias Nitrobacter que os transforma em nitratos (NO3), que serão absorvidos em pequenas quantidades pelas plantas e algas. Tudo seria perfeito, se o aquário não fosse um ecossistema fechado. Com o tempo o nitrato se acumula na água porque sua produção é maior, e o excesso é prejudicial para as plantas e peixes, tendo como conseqüência a elevação do pH, formação elevada de algas verde e morte dos peixes por envenenamento. Por isso é muito importante ter um ótimo sistema de filtragem. A água passa pelo equipamento fazendo com que as bactérias filtrem os elementos tóxicos presentes na água.

Um fator muito importante para manter o equilíbrio da água do seu aquário é o pH:

O pH é a medida de todos os elementos ácidos ou alcalinos presentes na água (substâncias que acidificam ou tornam a água alcalina). O pH 7 é neutro, isso quer dizer que acima desse patamar a água torna-se alcalina e abaixo ácida. Sabendo que a qualidade da nossa água e das nossas reservas naturais varia de um lugar para o outro entrando em contato com elementos diversos o controle do pH torna-se cada vez mais importante. Todos os peixes e animais aquáticos são muito sensíveis quanto à variação do valor do pH.

Aqui estão algumas dicas para manter seu aquário funcionando bem:

1- Para a formação do aquário são necessários de 15 a 20 dias (dependendo do tamanho do aquário pode ser mais), este é o tempo de formação e fixação das bactérias do ciclo de nitrogênio, que vão retirar a amônia e os nitritos (tóxicos). Neste período a formação do aquário deve ser gradual, (aproveite o tempo para ornamentar o aquário com as plantas, tronco, arrumar o cascalho e fazer a correção do pH), após 15 dias, aos poucos, vá introduzindo os peixes.

2- Se você for usar filtro biológico (de placas) no seu aquário, coloque sobre ele uma camada de cascalho de 7 cm de altura, no mínimo, e não utilize cascalho muito fino. O ideal é uma granulação superior a 3 mm para não entupir o filtro.

3- Quando o aquário estiver formado, a cada semana troque ¼ da água, sifonando o cascalho para retirar o excesso de detritos.

4- Retire as folhas mortas e amareladas, fazendo o mesmo com os peixes que venham a morrer, pois a decomposição destes elementos consome grande quantidade de oxigênio, aumenta a produção de amônia e eleva o pH.

5- Periodicamente faça limpeza no(s) filtro(s). No caso do filtro biológico de placas, desconecte um dos elos da torre, retire a pedra porosa e sifone o mesmo.

6- Evite a superpopulação de peixes, pois causa um desequilibro na biologia do aquário

7- Não alimente os peixes em excesso.

8- Na dúvida, faça testes para detectar a presença de Amônia, Nitrato, Nitrito e pH.

Com estes cuidados podemos facilmente evitar os elementos tóxicos e manter o equilíbrio biológico do aquário por muito tempo.

ELETRIFICADOR DE CERCA SOLAR

Todas Novidades

aaa

R$ 6494

Todas Promoções

Av. Pres. Vargas, 523 - CEP: 17700-000 - Osvaldo Cruz/SP

Fone:(18) 3528 - 1165 - Fax: (18) 3528 - 6041 | dubibras@dubibras.com.br